Irmã de Floyd: "Não é o meu irmão em julgamento, é o Derek Chauvin"

"Isto não foi apenas uma morte normal", disse Bridgett Floyd, admitindo que ainda não consegue ver as imagens da detenção do irmão.

"Isto não foi apenas uma morte normal", disse Bridgett Floyd, admitindo que ainda não consegue ver as imagens da detenção do irmão. © Reprodução "Isto não foi apenas uma morte normal", disse Bridgett Floyd, admitindo que ainda não consegue ver as imagens da detenção do irmão.

A irmã de George Floyd quebrou o silêncio sobre o julgamento do ex-polícia Derek Chauvin, o único acusado de homicídio na morte do afro-americano. "O meu irmão não está em julgamento. O Derek está em julgamento", indicou Bridgett Floyd, numa entrevista ao The Shade Room que será transmitida na íntegra na sexta-feira. Pode ver, mais abaixo, alguns excertos.

"Isto não foi apenas uma morte normal. Nove minutos e 29 segundos. Nós pensávamos que eram oito minutos e 46 segundos", acrescentou, referindo-se ao tempo em que ex-agente da polícia de Minneapolis manteve o joelho nas costas do seu irmão.

Bridgett Floyd admite, ainda, que ainda não consegue ver as imagens que foram captadas a 25 de maio de 2020, por transeuntes que assistiram à detenção do irmão, às mãos da polícia de Minneapolis, e que acabaram por ser transmitidas por todo o mundo. "Não estou preparada, era um homem que me amava e amava a sua família".

Irmã de Floyd: "Não é o meu irmão em julgamento, é o Derek Chauvin"